Muito Feliz Por Ter V♥cês AQUI!

quinta-feira, 9 de julho de 2009

Mensagem das Professoras Visitantes - julho 2009


Qualificar-nos para Partilhar da Adoração no Templo
Ensine estas escrituras e citações ou, se necessário, outro princípio que vai abençoar as irmãs que você visita. Preste testemunho da doutrina. Peça às pessoas a quem você ensina que compartilhem o que sentiram e aprenderam.

Como Posso Preparar-me para a Adoração no Templo?

Silvia H. Allred, primeira conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro:
“O templo é a casa do Senhor. Ele determina as condições para o seu uso, as ordenanças que devem ser administradas e os padrões que nos qualificam para entrar no templo. (…) A dignidade pessoal é um requisito essencial para desfrutarmos as bênçãos do templo.
A preparação consiste em obedecer aos mandamentos e procurar fazer a vontade de Deus”
(“Templos Santos, Convênios Sagrados” A Liahona,novembro de 2008, p. 113).

Élder David B. Haight (1906– 2004), do Quórum dos Doze Apóstolos: “Nós, que desejamos freqüentar o templo, precisamos viver de um modo que nos ajude a sermos dignos de entrar e partilhar plenamente [de suas bênçãos]. (…) Avaliamos nossa dignidade para entrar no templo em (…) entrevistas com os líderes do sacerdócio. Nossa assinatura, com a deles, em nossa recomendação para o templo é um testemunho de nossa dignidade para entrar no templo” (“Come to the House of the Lord”, Ensign, maio de 1992, p. 15).

Quais São As Bênçãos de Qualificarnos para Partilhar da Adoração no Templo?

D&C 110:7: “Manifestar-me-ei a meu povo com misericórdia nesta casa”.

Presidente Howard W. Hunter (1907–1995):
“Procuremos diligentemente ir à Casa do Senhor tão amiúde quanto nosso tempo, meios e condições pessoais nos permitirem. Que o façamos não apenas em favor de nossos parentes falecidos, mas também em busca das bênçãos pessoais advindas da adoração no templo, em busca da santidade e segurança que encontramos por trás daquelas paredes santas e consagradas. O templo é um local de beleza, um local de revelação, um local de paz” (“O Grande Símbolo de Nossa Condição de Membros da Igreja”, A Liahona, novembro de 1994, p. 6).


D&C 38:32: “Lá vos darei minha lei e lá sereis investidos de poder do alto” (ver também D&C 95:8).

Élder Robert D. Hales, do Quórum dos Doze Apóstolos:
“As bênçãos da investidura do templo são tão essenciais para todos nós quanto nosso batismo. Por esse motivo, devemos preparar-nos para que estejamos limpos para entrar no templo de Deus. O trabalho do templo é uma oportunidade para realizar nossa investidura e nossos convênios pessoais e também realizar essas mesmas ordenanças para a redenção dos mortos. É por esse motivo que somos instruídos nas escrituras a construir templos e preparar nossa vida para sermos dignos de partilhar das ordenanças e dos convênios sagrados do templo. (…) O principal propósito do templo é prover as ordenanças necessárias para nossa exaltação no reino celestial. As ordenanças do templo nos conduzem ao nosso Salvador e nos proporcionam as bênçãos que recebemos por meio da Expiação de Jesus Cristo” (“Temple Blessings” [Bênçãos do Templo], Brigham Young University 2005–2006 Speeches [Discursos de 2005–2006, Universidade Brigham Young], pp. 1, 4).


Presidente Gordon B. Hinckley (1910–2008):
“Cada homem ou mulher que vai ao templo com sinceridade de coração e fé sai da casa do Senhor uma pessoa melhor. Todos precisamos melhorar nossa vida constantemente. Ocasionalmente, precisamos deixar o barulho e o tumulto do mundo e atravessar as portas da sagrada casa do Senhor para sentirmos Seu espírito num ambiente de santidade e paz”.
(“Missões, Templos e Mordomia”, A Liahona, janeiro de 1996, pp. 57–58).

Nenhum comentário:

Postar um comentário