Muito Feliz Por Ter V♥cês AQUI!

quarta-feira, 17 de março de 2010

História Pessoal e Familiar

 Obra de Henriette Browne
O Presidente Spencer W. Kimball disse: “Insisto com todo o povo desta igreja que dê séria atenção à história da família, que os pais e avós sejam incentivados a escrever seus diários, e que ninguém faleça sem deixar memórias para seus filhos, netos e demais pósteros. Este é um dever e uma responsabilidade e convido todos a começarem a fazer com que as crianças também escrevam uma história pessoal e um diário”.
O que Deve Conter um Registro da Família?
O Élder Joseph Fielding Smith disse que informações específicas devemos incluir nos registros da família: “É necessário mantermos um registro exato de nossos familiares e registrarmos corretamente as datas de nascimento, casamento e morte, ordenanças e de tudo o que seja vital. Todo acontecimento importante em nossa vida deve ser registrado por nós, individualmente”.
Um registro de família deve incluir histórias pessoais e familiares e um diário. Um livro de recordações, álbuns de fotos e anotações sobre eventos que ocorreram em nossa vida, bem como certidões de nascimento, casamento, premiações, diploma e outros certificados também podem fazer parte desse registro.
História pessoal é um registro de nossa vida e pode conter histórias e relatos de nossos sentimentos.
Os tópicos a seguir podem ser incluídos na história pessoal:
1. Nome completo.
2. Nascimento: dia, mês e ano; casa, hospital, ou outra localidade
onde tenha nascido; cidade, estado, país; situação da família na
época do nascimento.
3. Pai: nome completo; data e local de nascimento; nome do seu pai;
nome de sua mãe.
4. Mãe: nome de solteira; data e local de nascimento; nome do seu pai; nome de solteira de sua mãe.
5. Irmãos e irmãs: nomes; datas e locais de nascimento; nomes dos cônjuges e dos filhos; outras informações.
6. Bênção: data em que recebeu um nome e foi abençoado—dia, mês e ano; onde foi abençoado—ala ou ramo, estaca ou distrito, cidade, estado, país; por quem foi abençoado.
7. Batismo: onde—ala ou ramo, estaca ou distrito, cidade, estado, país; quando—dia, mês e ano; por quem e onde foi batizado.
8. Confirmação: quando—dia, mês e ano; onde—ala ou ramo, estaca ou distrito, cidade, estado, país; por quem.
9. Bênção patriarcal: data, local e nome do patriarca.
10. Escolaridade: quando e onde se deu a alfabetização, escolas que freqüentou, professores preferidos, certificados ou diplomas recebidos, experiências mais importantes.
11. Casamento: com quem; dia, mês e ano; local da cerimônia—cidade, estado, país; como foi o namoro e a cerimônia do casamento.
12. Memórias de infância: aventuras, acidentes, pensamentos, incidentes engraçados, amigos etc.
13. Experiências que aumentaram a fé: pessoais; na vida de outros
membros da família, que tenham afetado a sua; as circunstâncias que envolveram sua conversão à Igreja.
14. Saúde: registro incluindo doenças e acidentes.
15. Vida familiar: deveres de casa, atividades no lar, relacionamento
com irmãos e irmãs, lugares onde viveu, viagens com a família; férias, animais de estimação.
16. Talentos e passatempos: talentos musicais e artísticos, capacidade
criativa; aulas e cursos; coisas que gosta de fazer.
17. Objetivos e planos para o futuro: realizações nos negócios, no emprego, na vida familiar e na Igreja.
18. Outros incidentes: inclua experiências religiosas.
19. Se possível, inclua fotos para embelezar sua história.
História da Família
A história da família deve incluir grande parte da mesma informação constante na história pessoal. Peça a seus familiares, sempre que possível, que forneçam informações pessoais. Registre histórias, incidentes e outras informações que você tenha recebido ou que conhece a respeito de seus avós e antepassados já falecidos. Elas podem incluir:
1. Nacionalidade;
2. Datas e lugares onde residiu;
3. Ocupações.
4. O primeiro membro da família que se converteu à Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias; nome dos missionários que lhe ensinaram o evangelho.
Para seus filhos, faça um registro de nascimentos, mortes, casamentos, datas das ordenanças realizadas, missão etc., bem como certificados de eventos importantes. Incentive seus filhos a escreverem sua própria história e guardar seus próprios registros.
Diário
O diário deve conter anotações diárias ou semanais de experiências atuais. Deve ser como que a ferramenta para manter um registro de experiências pessoais importantes.
O Presidente Spencer W. Kimball desafiou todas as famílias a “instruir seus filhos, incentivando-os a escrever um diário de suas atividades  importantes, principalmente quando deixarem o lar para estudar ou servir como missionários”.
Seguem-se algumas sugestões do que pode ser incluído no diário:
1. Metas, esperanças e aspirações;
2. Experiências no trabalho;
3. Problemas e maneira como foram resolvidos;
4. Alegrias e tristezas com familiares;
5. Relacionamento com os outros;
6. Pensamentos mais profundos;
7. Experiências que promovam a fé;
8. Eventos familiares importantes;
9. O triunfo sobre a adversidade;
10. Experiências especiais de aprendizagem;
11. Testemunho pessoal;
12. Conselhos para as gerações futuras.
O Élder Theodore M. Burton aconselhou: “Nós, como povo, devemos descrever nossa vida e experiências pessoais, para deixar um registro sagrado aos nossos descendentes. Devemos proporcionar-lhes a mesma fonte enaltecedora de força que as escrituras antigas nos proporcionam atualmente”.
Como Começar
Há uma forma simples de começar a guardar registros. De acordo com Élder Boyd K. Packer, “se você não sabe por onde começar, comece consigo mesmo. Se não sabe que registros procurar e como consegui-los, comece com o que tem”.
Podemos começar reunindo documentos: certidões de nascimento; certificados de bênção, batismo, ordenação e formatura; diplomas; premiações, fotografias etc. Guarde toda informação escrita, registrada ou gravada, referente a sua vida. Guarde esses itens em caixas, pastas ou arquivos. Escolha, divida e reúna tudo em três períodos principais de sua vida: infância, juventude e maturidade. Tendo reunido esse material, pode começar a preparar sua história pessoal.
Os registros escritos não são a única maneira de guardar informação.
A história pessoal e familiar pode também ser gravada em fitas. Ao preparar uma gravação, é útil seguir um roteiro, mantendo os eventos em ordem cronológica.
Em primeiro lugar, consiga um caderno e anote hoje algumas das coisas delineadas nesta lição. Se tiver um computador pessoal, pode registrar e armazenar as informações nele.
Date os registros e numere as páginas. Inclua o nome completo das pessoas e dos lugares. O sucesso virá com a organização de seu tempo, reservando um período regular para escrever.
Desafio
Comece hoje mesmo a preparar sua história pessoal.
Planeje uma noite familiar especialmente para trabalhar em sua história da família. Se já não o estiver fazendo, comece a escrever um diário, no qual registrará os eventos importantes de sua vida. 
Fonte: Manual Básico da Mulher SUD

Nenhum comentário:

Postar um comentário