Muito Feliz Por Ter V♥cês AQUI!

segunda-feira, 22 de março de 2010

A Mãe Como Professora

Obra de Émily Munier
Como mãe, você ensina de diversas formas. Às vezes, planeja oportunidades de ensino, mas muitas delas surgem espontaneamente no curso natural da vida familiar.
Em determinadas ocasiões, você ensina pelo exemplo, em outras, por preceito. Algumas vezes, ensina estabelecendo padrões de prática do evangelho no lar e outras ao simplesmente reservar tempo para prestar
atenção e demonstrar amor. 
O Presidente Benson deu dez sugestões que lhe podem ser úteis no ensino de seus filhos. Cada uma delas realça a importância de reservarmos um pouco de tempo:
“Reserve tempo para estar sempre por perto quando seus filhos estiverem chegando ou saindo (…), quer tenham seis ou dezesseis anos. (…)
(…) Reserve tempo para ser uma amiga verdadeira de seus filhos. (…)
(…) Reserve tempo para ler para os filhos. (…)
(…) Reserve tempo para orar com os filhos. (…)
(…) Reserve tempo para realizar uma noite familiar significativa. (…) Faça disso uma de suas mais importantes tradições familiares. (…)
(…) Reserve tempo para reunir a família no horário das refeições sempre que possível. (…)
(…) Reserve tempo para ler as escrituras juntos, com toda a família. (…)
(…) Reserve tempo para fazer coisas juntos com toda a família. (…)
(…) Reserve tempo para ensinar seus filhos. Tire o máximo proveito de todas as oportunidades de ensino. (…)
(…) Reserve tempo para realmente amar seus filhos. 
O amor incondicional e irrestrito de uma mãe aproxima-se muito ao de Cristo.” 
(To the Mothers of Zion, pp. 8–12)
As responsabilidades da maternidade podem parecer assustadoras. É importante lembrar que o Senhor não
espera que as mães sejam perfeitas ou que alcancem um padrão ideal de administração do lar.
Contudo, espera que reconheçam e honrem seu papel divino e humildemente façam o melhor que puderem.
O Presidente Gordon B. Hinckley falou da grande bênção da maternidade:
“Que toda mãe perceba que não há maior bênção do que os filhos que lhe são concedidos como dádiva do Altíssimo; que ela não tem missão maior do que a de criá-los em luz e verdade, com entendimento e amor. (…)
Mães de todas as partes, lembrem-se da santidade de seu chamado. Ninguém pode substituí-las adequadamente. Não há maior responsabilidade nem obrigação do que a de criar em amor, paz e integridade os espíritos que trouxeram ao mundo.”
Fonte: Ensino, Não Há Maior Chamado p. 131

3 comentários:

  1. Que linda mensagem Lúcia...Realmente, nosso papel como mães é muito sagrado e como diz o pensamento "a mão que balança o berço é a mão que governa o mundo...beijos!

    ResponderExcluir
  2. Que linda mensagem!!! Amei Lúcia e se me permite vou publicar no meu blog pessoal www.paposdemae.blogspot.com/ colocando os créditos pra vc ok? Realmente nosso papel de mãe é o chamado mais sagrado que existe...
    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  3. É verdade, Grazi! Ser mãe é maravilhoso Nossa influência é capaz de mudar o mundo.
    Muitos Beijooos e fique à vontade para copiar o que quiser.

    ResponderExcluir