Muito Feliz Por Ter V♥cês AQUI!

sábado, 17 de abril de 2010

Vencer a Tristeza e o Desapontamento

 Obra de Bouguereau
O Pres. Ezra Taft Benson descreveu doze maneiras de sobrepujar a  tristeza, o desapontamento e a depressão.

1. Arrependimento: “O pecado cria desarmonia com Deus e deprime o espírito (...) Toda lei cumprida traz uma bênção específica. Toda lei quebrada origina uma certa conseqüência ruim. Os que se sentem oprimidos pelo desespero, devem achegar-se ao Senhor, pois Seu jugo é suave e Seu fardo é leve.”

2. Oração: “Orar em momentos de necessidade é de grande proveito. De simples provações aos nossos Getsêmanis, a oração coloca-nos em contato com Deus, nossa maior fonte de conforto e conselho.”

3. Serviço: “Perder-se, servindo bem aos outros pode ampliar-nos a visão e desviar nossa atenção de problemas pessoais, ou ao menos colocá-los sob uma perspectiva correta. 
‘Quando estiver um pouco triste’, disse o Pres. Lorenzo Snow, ‘olhe à sua volta e encontre alguém em situação pior do que a sua; aproxime-se da pessoa e descubra qual é o seu problema; em seguida, tente aliviá-la com a sabedoria que o Senhor lhe conceder, e a primeira coisa que verá será que sua tristeza sumiu, você se sente leve, o Espírito do Senhor está com você e tudo parece iluminado.’ (Conference Report, 6 de abril de 1899, pp. 2–3.)

4. Trabalho: ‘O trabalho é uma bênção, não nossa maldição (...) Devemos trabalhar para cuidar de nossas necessidades espirituais, mentais, sociais e físicas e das necessidades daqueles que somos encarregados de ajudar. 
Na Igreja de Jesus Cristo há muito trabalho a ser feito para que o reino de Deus progrida. Todo membro é um missionário, genealogia da família e ordenanças do templo, noites familiares, recebimento de cargos na Igreja e cumprimento dos mesmo são apenas alguns dos trabalhos que nos são requeridos.”

5. Saúde: “A condição do corpo físico pode afetar o espírito. É por isso que o Senhor nos deu a Palavra de Sabedoria. O Senhor disse também que deveríamos deitar cedo e levantar cedo.”
Devemos ingerir refeições nutritivas, descansar e exercitar-nos adequadamente e ter recreações saudáveis para quebrarmos a rotina e elevarmos o espírito. 

6. Leitura: “Muitos homens voltaram-se para o Livro de Mórmon em horas de provação e foram iluminados, estimulados e confortados. Os Salmos do Velho Testamento têm alimento especial para a alma angustiada (...) As palavras dos profetas, particularmente dos profetas vivos da Igreja, são leitura fundamental e podem fornecer orientação e conforto quando a pessoa estiver deprimida.”

7. Bênção: “Num momento específico de tensão, ou horas antes de um evento crítico, a pessoa pode procurar obter uma bênção do sacerdócio (...) O sacramento ‘abençoará (...) as almas’ (D&C 20:77, 79) dos que partilharem dele dignamente.”

8. Jejum: “O jejum periódico pode ajudar a clarear a mente e fortalecer o corpo e o espírito (...) A fim de tornar o jejum mais produtivo, este deve ser acompanhado de oração e meditação; (...) e seria muito bom se a pessoa ponderasse as escrituras e a razão do seu jejum.”

9. Amigos: “O companheirismo de amigos verdadeiros que nos ouvem, compartilham suas alegrias, ajudam-nos a carregar fardos e aconselham-nos corretamente é inestimável (...)
O ideal seria que os próprios membros da família fossem nossos amigos mais íntimos, porém, o mais importante é que devemos procurar ser amigos do Pai Celestial e de nosso irmão Jesus Cristo.”

10. Música: “A música inspiradora preenche a alma com pensamentos celestiais, induz a pessoa a agir corretamente, ou traz paz à alma (...) O Élder Boyd K. Packer sugeriu sabiamente que memorizássemos alguns hinos inspiradores de Sião (...) [para] ajudar a expulsar os pensamentos depressivos e pessimistas.”

11. Perseverança: “Há momentos em que simplesmente precisamos perseverar e sobreviver ao maligno até que seu espírito depressivo nos deixe.
(...) Enquanto estiver passando por uma provação, relembre as vitórias do passado e conte as bênçãos que realmente possui com a firme certeza de que outras maiores virão, se for fiel.”

12. Metas: “Todo filho de Deus responsável deve estabelecer metas de curto e longo  razo. Um homem que esteja determinado a prosseguir para atingir metas pode logo subjugar o desânimo; e uma vez que uma meta é atingida, outras podem ser estabelecidas.”
(Ver Conference Report, outubro de 1974, pp. 90–94; ou Ensign, novembro de 1974, pp. 65–67.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário