Muito Feliz Por Ter V♥cês AQUI!

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Altruísmo e a Obediência aos Mandamentos Conduz ao Sucesso no Casamento.

Os namorados devem perceber antes do casamento que cada um tem de aceitar literal e plenamente o fato de que o bem da nova família tem de estar sempre acima do bem do marido ou da mulher individualmente. Os dois têm de eliminar o “eu” e o “meu” e substituí-los pelo “nós” e pelo “nosso”. 
Todas as decisões têm de levar em consideração o fato de que afetarão duas pessoas ou mais. Então, ao encarar decisões importantes, a mulher precisará avaliar seu impacto sobre os pais, os filhos, o lar e a vida espiritual de todos. 
O marido terá de passar a considerar a escolha profissional, vida social, amigos e todos os seus interesses tendo em mente que ele é somente uma parte da família e que a família em sua totalidade precisa ser levada em conta.
Para que duas pessoas façam seu casamento funcionar, precisam definir cuidadosamente o orçamento, o marido com a mulher, e depois segui-lo rigorosamente. Muitos casamentos sofrem terríveis problemas quando são feitos gastos inesperados. 
Lembrem-se de que o casamento é uma parceria e não é provável que tenha êxito caso não seja encarado dessa forma.
Nem sempre o casamento transcorrerá tranqüilamente e sem problemas, mas ainda assim pode ter muita paz. O casal pode ter de enfrentar a pobreza, a doença, as desilusões, fracassos e até mesmo a morte de alguém da família, mas nem isso lhes tirará a paz. O casamento poderá ser bem-sucedido contanto que não haja egoísmo. Os problemas farão com que os pais se unam mais, formando uma união indissolúvel, caso haja total abnegação. (...)
Caso tenhamos sempre em mente a felicidade, o bem-estar e o que for melhor para o outro, o amor iniciado no namoro e consolidado no casamento aumentará e alcançará proporções imensas. Muitos casais deixam que o casamento se estagne e que o amor esfrie, ficando tão sem graça como pão amanhecido, piadas batidas ou sopa fria.
Certamente os alimentos mais vitais para o amor são a consideração, a bondade, a atenção, a solicitude, as demonstrações de afeto, os abraços de agradecimento, a admiração, o orgulho, o companheirismo, a confiança, a fé, a igualdade e a interdependência.
Para sermos verdadeiramente felizes no casamento, precisamos ser constantes na obediência fiel aos mandamentos do Senhor. Ninguém, seja solteiro ou casado, jamais alcançou a felicidade sublime sem viver em retidão. As pessoas podem sentir satisfação temporária e disfarçar a situação por algum tempo, mas só se alcança a felicidade permanente e total vivendo com pureza e de modo digno. (...)
(...) Se duas pessoas amarem ao Senhor mais do que a própria vida e, em segundo lugar, amarem-se mutuamente mais do que a própria vida, empenhando-se conjuntamente em plena harmonia, com o programa do evangelho como base, certamente alcançarão essa grande felicidade.
Spencer W. Kimball

Nenhum comentário:

Postar um comentário